OkVcNfFYEy/ Dezembro 4, 2018/ blog, Linguagem do Corpo/ 0 comments

“A garganta simboliza a fala. É o canal de saída daquilo que você pensa. Sua expressão e criatividade são reconhecidas através desse canal. Portanto, se algo o impede de falar, se o que você tenta expressar não é compreendido ou o que o incomoda não pode ser dito, saiba que sua garganta responderá com uma inflamação.

As dores de garganta expressam seus sentimentos contrariados. Tudo aquilo que bloqueia a nossa fala e nos obriga a ”engolir sapos”, trará inflamação das amígdalas, problemas nas cordas vocais e até silêncio total da voz, simbolizando o pensamento: ”Já que não posso falar o que quero, não falo mais”.

Aprenda a livrar-se do medo de falar. Expresse suas opiniões, seus desejos, seus desgostos e crie ao seu redor uma atmosfera de liberdade para viver. Você não é obrigado a fazer o que não quer, portanto, reaja! Liberte de dentro de você aquilo que o incomoda e busque o novo em sua vida.

Se você cansou de falar e nada mudou é porque, está na hora de você mudar. Se pretende ter voz para solucionar os seus problemas, enfrente a situação pois o problema está dentro de você e não nas outras pessoas. É bom que você se modifique pois, para onde for, você levará consigo a sua forma de agir diante das dificuldades.

Mágoa é acomodação. Quem quer ser feliz vai à luta e não se deixa aprisionar pelo ego. Esqueça, de uma vez por todas, tudo aquilo que o frustrou e busque sua independência, tanto financeira quanto sentimental. Procure sua integração pessoal de forma harmoniosa e compreenda que é exactamente quando estamos lutando contra a tormenta que ondas maiores cobrem nossa visão. Portanto, desanuvie os seus pensamentos. Reme a favor da maré. Diga firme e calmamente o que você pensa sobre tudo e, com certeza, sua garganta ficará totalmente curada.”

Mara Wiegel

Editora Mercuryo

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>
*
*